sábado, 31 de março de 2012

Desabafo!


Oi gente tudo bem? Estava com saudades de escrever no meu Blog... Desculpe a demora de postar. Demorei um pouco por causa do trabalho e também porque esse assunto chamou demais a minha atenção ultimamente. Mexi bastante neste texto para organizar as ideias. Considerei importante colocar o dedo na ferida nessa situação delicada. 


Estrear um espetáculo é muito bom!
 São meses de ensaios, e se você for o criador ou co-criador como muitos bailarinos contemporâneos são, participou de toda a produção do espetáculo, da escolha das músicas, a leituras e construção de células coreográficas, é melhor ainda!
 È um alivio, pois toda a montagem acabou. Agora é rever uma coisa ou outra e quem sabe mudar. Se precisar.
 Esse momento é bom e é importante dividir com todos. Todo Artista divulga seu novo trabalho com a ajuda de e-mails e telefonemas, além do material de divulgação, para todo mundo conhecido e desconhecido: família, amigos próximos ou distantes, amigos de Dança ou de outra área Artística, pessoal do trabalho, alunos, amigo dos amigos, namorado e assim por diante. O Artista divide o seu trabalho com a platéia. 
 Ninguém pode convidar um amigo para ver seu trabalho no escritório, no hospital ou na loja, por exemplo, mas o trabalho do Artista é para todos. È neste momento que as pessoas podem conhecer seu trabalho.
 Após a apresentação ao arrumar as coisas e sair do teatro você se pergunta: “Cadê aquele monte de gente que convidei?” E, algumas vezes, é triste a constatação: NINGUÈM apareceu. 
As pessoas não vão porque não tem o hábito de ir ao teatro ou porque não considera importante assistir o trabalho de alguém que conhece? 
 Tenho certeza que muita gente da Dança ( ou Não) passa ou já passou por isso. E é uma situação tão freqüente que nem podemos imaginar.
 Dias depois, alguém pode perguntar como foi e algumas desculpas como: “Não deu... choveu”, “Puts é mesmo, esqueci”, “ Ah, eu tinha trabalho pra fazer”, são normais (até aquele que considerou que você estava dando em cima dele). Sem graça você responde: “Tudo bem”. Tudo bem mesmo... Ninguém é obrigado a ir.Mas olha o que aconteceu comigo uma vez:
 Depois de um tempo, conversando com uma amiga, num dia qualquer, escutei e vi minha amiga toda deslumbrada porque viu um Artista famoso. Ela disse que ele é muito talentoso (mas não conhece o trabalho do Artista, pois nunca viu). Então, estranhando essa atitude, respondi que artista eu também era, e ela respondeu: “Você é autista? hahahah” 
   (??????) Qualquer pessoa se sente desrespeitada com isso!
Porque uma pessoa que aparece na televisão é mais Artista que você, que trabalha tanto quanto a outra pessoa? A diferença é o veículo?
 A TV traz fama. Porém, parece que somente a fama é valorizada, a qualidade do trabalho não conta. (senão muita gente não faria sucesso).
Não sei se ajuda fazer esse desabafo/reflexão. O que eu gostaria de dizer aqui, é que as pessoas respeitem o Artista que não é famoso. Fama não significa qualidade. 
 O convite para conhecer o trabalho é para todos. Um convite é para ver a obra, conhecer o trabalho, não um cartão de aplauso individual.
 Se alguém consegue admirar taaaanto um Artista que não (te) conhece e que você não viu o trabalho dele, então é capaz de valorizar aquele que você conhece. Que você viu a luta diária pra estudar, ouviu os desabafos que a Empresa ainda não pagou, que foi uma dificuldade conseguir o figurino para a apresentação, que está ouvindo o coreografo berrar impropérios na busca por perfeição, e outras coisas mais que a maioria das pessoas desconhecem porque não tem interesse em ouvir... ( Até porque temos que ser humildes, senão, falam que somos metidos demais). Isso não parece nem um pouco glamouroso, mas é todo o caminho até o trabalho pronto! Àquele que você pode assistir!
 Desculpe o desabafo. Hoje é comum discutir sobre como atrair a platéia, pois queremos ir além, atingir pessoas que não conhecemos, mas está difícil também, trazer ao teatro quem conhecemos.
 Ninguém é obrigado a assistir ao espetáculo. Todo Artista tem consciência disso. Mas respeite-o.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

#MeuDiárioFeminino (1) 1° seminário internacional de dança (1) 2015 (1) Agradecimento (2) alguns nomes da dança contemporânea (1) alunos (2) Amigos da ribalta (2) aniversário! (1) Ano Novo (1) apresentação (14) apresentação de trabalho (3) arteterapia (1) assédio moral (1) atualidade (1) aula aberta (2) aula semanal (2) aviso geral (1) bailarina de férias (1) Ballet Cinderella (1) Ballet Clássico (1) Ballet Stagium (1) benefícios da dança (7) Biblioteca Vila Floresta (1) Bienal Ibirapuera (1) Boas festas (1) Brasil! (1) cachê (1) camisetas do curso (1) campanha (2) cata preta (1) cavaleiros do zodíaco (2) cesas (15) Cia Artística Afro Sol (1) ciclos da vida (3) cinema (1) citação (1) coluna do blog (3) Coluna Ensaios (6) Coluna Registro de Atividade (9) comerciais (1) como usar (1) compartilhar (2) comportamento (1) concurso 2014 (1) conhecendo a blogueira (1) contato (7) Copa das confederações (1) coreografias (3) crianças (1) criatividade (1) critica (1) Curso (3) Curso de Dança e Feminilidade (20) curso on-line (1) Cursos 2014 (3) dança (4) dança contemporânea (9) dança conteporânea (1) Dança e Feminilidade (17) Dança Moderna (1) dança na TV (1) data comemorativa (9) data do Lançamento do livro e vernissage (4) datas (1) desafio Méliuz Startup (3) desânimo (1) Despedida (1) Deusa Afrodite (1) dia do bailarino (1) dia dos pais (1) dia dos professores (1) Dia Internacional da Dança (1) dia mundial da dança (1) dificuldades (1) dilemas da profissão (4) Ditadura Militar (1) divulgação (40) dúvidas sobre o vale dança (1) eleições 2014 (3) engraçado (1) Ensaios (3) ensino (1) escola (1) Espaço Shanti (2) Eu Louvo a Dança (1) evento (4) eventos (1) facebook (1) faculdade de dança (4) (1) feira de artesanato (2) FELIZ PÁSCOA (1) feminilidade (1) feminino (1) filme (2) filme de dança (1) final de módulo (1) foto (2) fotos (22) frases engraçadas (1) gosto (1) grupos de dança (2) heroínas (1) história (9) Homenagem (1) HOMENAGEM AO CHAVES (1) homens na dança (1) humor (1) I Workshop de Contemporâneo 2014 (1) II sorteio do blog 2014 (1) III Festival do Livro e leitura de Diadema 2014 (1) impressões (12) In memoriam (1) infra-estrutura (1) inicio de aulas (5) inicio de novo módulo 2014 (1) Inscrições Abertas (1) inspiração (1) leis dos profissionais de dança (1) leitura (2) lembranças (10) link de videos (1) livro (9) livros e filmes (7) manifestação dos bailarinos (1) Manifestação em São Paulo (2) máscaras (1) mercado de trabalho (9) momentos históricos (1) Movimento (1) novidades pessoais (7) novos horários (1) o que é dança? (1) Oficina (3) oficina de ballet (16) onde comprar (1) opinião (4) oportunidades (5) pagamento (2) palco (1) palcos (1) palestra (4) Palestra Dançar a Vida em Santo André (1) Papa no Brasil (1) parceiros do blog (1) páscoa (1) PCN de Dança (1) pensamentos (29) Pesquisa (4) Pós-Graduação em Arteterapia (3) Pré-inscrição de Dança e Feminilidade (1) produtos (1) profissionais de dança (1) Projetos (2) promoção do Blog (1) promoção do Blog 2014 (1) Pronunciamento da Dilma (1) Propagandas com dança (1) próximos eventos (5) público (1) recados (7) reflexão (25) registro (3) registro de atividade (14) regulamento (1) Repertório (1) reportagem da Globo sobre a dança (1) Repúdio ao CONFEF (1) Respondendo uma Tag (1) resultado da promoção do blog 2014 (1) resultado do sorteio de dezembro 2014 (1) resultados (2) retrospectiva 2013 (1) Revelando São Paulo 2013 (1) Roda das Deusas (2) rolezinho (1) sala de aula (1) Santo Agostinho (1) saúde (1) série (3) setembro 2014 (2) site pessoal (1) sobre as manifestações (2) sobre o blog (1) tcc (2) teatro (1) temas (1) trabalho (22) trabalho remunerado (3) trabalhos (1) tráfico de pessoas (1) uniforme (1) vale dança (1) versões (1) vídeos (1) vila linda (1) Violência doméstica (1) Vitória do Brasil (1) Vivência de Dança e feminilidade:Eu-Mulher 2014 (2) Workshop (4)